Tema da semana: 'Sinais'

sexta-feira, setembro 09, 2005

Linda bacalhoa

Para Jussara

- “O carbono é tetravalente!” Responde Jussara à pergunta do professor de química, o Argemiro, no Colégio Pedro Braile, em Resende.

- “Muito bem, Jussara.” Diz o professor num tom de encantamento com sua melhor aluna. “Essa vai longe”...

Jussara é assim. Muito inteligente. Aprende coisas que nem percebe onde poderão ser usadas. Saber que o carbono é tetravalente não adiantou muito em sua vida. Até hoje nem imagina porque temos que chafurdar em livros de química e física se não vamos mais usar tabelas periódicas para o resto da vida. Nem mesmo as cobranças da Dona Maricota. Vivia insistindo para que Jussara aprendesse ou decorasse a tabuada. Sonhos de criança em ser várias coisas na vida. Em se aproximar cada vez mais da verdade e da bondade. Ser feliz e autodidata.

Vascaína amante dos bons tempos de Edmundo, o bad boy ruim de bola, ainda chora e torce pelo time do Eurico, o maior salafrário e destruidor de administrações do futebol no Estado do Rio de Janeiro. Gosto não se discute, lamenta-se.
Esquisitices à parte, ainda mantêm o sonho de chutar tudo e se mandar para Cuba. Terra do charmoso Che Guevara.

Jussara é assim. Uma mistura de tudo que é bom nessa vida. Inteligente, bondosa, carinhosa, extrovertida, simpática, persistente, despachada e muito clara em suas palavras. Uma menina de encher os olhos. A gente conhece as pessoas assim, meio de longe, mas parece saber de todos seus movimentos. Suas idéias e suas tristezas. Saber onde o sapato aperta. Como um espião. A investigação começa pela interpretação e a maneira de se expressar da pessoa. Esperamos por um vacilo ou uma demonstração de amor e fidelidade. Buscamos uma leitura mais aprofundada e temos o perfil de uma pessoa. Nossos atos nos entregam diariamente.

Ainda não tive a oportunidade de olhar nos olhos da Ju para saber o que essa menina significa para mim, na minha vida. Se estamos juntos no Mimeographo é porque temos algo em comum. Nem que seja uma fagulha. O dia em que puder pousar meus olhos nos de Jussara, saberei que estas palavras de carinho e incentivo são verdadeiras.

Por Wallace Feitosa